Arquivo da categoria: gastronomia

ALL WE HEAR IS…

por Lucas Santos

 

Restaurantes, cafés, bares ou qualquer ambiente agradável onde se possa sentar, jogar conversa fora, petiscar e tomar drinks sempre me atraem. Recentemente, entrei no site da Veja São Paulo e uma opção me chamou a atenção.

Rádio Café não é exatamente um café, mas também é um pouco mais que apenas um bar. O ambiente é confortável e apresenta um certo ar rústico e retrô. A decoração é elegante sem ser exagerada. A comida é saborosa e os drinks são bem feitos (ok, talvez meu Cosmopolitan estivesse um tanto forte). O cheeseburger é bem generoso, os bolinhos de arroz são temperados com ervas, e a bebida The Friends (uma mistura de vodka, xarope de maçã, suco de abacaxi, laranja e limão) é uma boa pedida. No geral, fiquei bastante satisfeito com o lugar.

Situado em São Paulo, na Rua Oscar Freire – 187 (esquina com a Rua Peixoto Gomide), é perfeito para reunir amigos para comemorações ou happy hours. Vale apenas conferir!

Para mais informações, acesse: www.radiocafebar.com.br

RECEITA DE SÁBADO: BOLINHOS VERSÁTEIS

por Guilherme Martins

Hoje vou passar uma receita super fácil e econômica, rende entre 10 e 14 bolinhos, dependendo o tamanho da forminha que usar. É o tipo de sobremesa pra acompanhar um café num dia de chuva ou pra levar de merenda pro trabalho ou faculdade. A massa fica bem diferente da massa de bolo que postei na outra vez, mas o legal é que também dá pra fazer de vários sabores. Na foto, o bolinho da direita é de maracujá, que fiz adicionando suco de maracujá na massa, e o da esquerda é de limao, adicionando suco e raspas de limão. Em ambos coloquei pedaços de chocolate picados, mas também dá pra colocar nozes, passas e até pedaços de frutas.

Ingredientes:

– 240g de farinha de trigo,

– duas colheres de chá de fermento,

– 160g de açúcar,

– um ovo grande ou dois pequenos,

– 200g de iogurte natural,

– uma pitada de sal.

Em um recipiente, misture os ingredientes secos (farinha, fermento e açúcar). Em outro recipiente, coloque os ovos e bata levemente. Adicione uma pitada de sal aos ovos e o iogurte, misturando até ficar homogêneo. Depois é só colocar a parte líquida no recipiente com a parte seca e misturar de forma suave, porque senão a farinha “trabalha” demais e o bolinho pode ficar menos fofinho. Quando faço esses bolinhos, eu separo a massa pra fazer de vários sabores. Lembrando que se for adicionar algum líquido (suco de fruta, chocolate derretido, mel, doce de leite, etc) na massa, tem que adicionar um pouco mais de farinha também para equilibrar. Com a massa já com o sabor agregado, é só colocar em forminhas de muffin untadas com manteiga e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus e deixar assar por 30 minutos. Depois é só esperar esfriar e decorar como quiser.

HAMBURGUER CASEIRO

por Guilherme Martins

Essa é uma receita de hamburguer bem simples que também serve para fazer várias outras coisas. Com essa mesma receita, pode-se fazer almôndegas ou um rocambole de carne, que outro dia eu mostro um passo-a-passo.

Vamos precisar de:

250g de carne moída;

dois ovos;

duas colheres de sopa de farinha de trigo;

sal e pimenta a gosto.

Misturamos bem esses tres ingredientes e condimentamos a gosto. Fica gostoso colocar também alho, cebola, salsinha, pimentão, tudo bem picadinho. Depois que já tem uma massa uniforme, separe-a com as mãos mesmo para dar o formato que quer, podem ser mais fininhas do que as da foto, mas eu gosto mais grossa porque dá pra comer como acompanhamento de outras comidas também, não só pra colocar no pão. Também dá pra fritá-las na manteiga ou azeite, ou senão pode fazer ao forno ou grill pra ficar mais saudável. Assim como outras receitas que postei aqui, essa também dá pra congelar crua e ter como salva-vidas no frezer. Outra coisa legal que dá pra fazer com essa mesma receita são almôndegas. Ontem eu fiz umas bolinhas de carne para servir como entrada! Espero que gostem dessa dica. Se alguém quiser pedir alguma receita em especial, é só colocar nos comentários.

PANQUECAS

por Guilherme Martins

A massa de panqueca é bem básica e fácil de fazer, e o recheio fica pelo gosto de cada um. Vou ensiar um paso-a-passo bem fácil pra fazer a massa de panquecas e depois uma dica de recheio bem gostoso e simples.

Massa de panqueca:

– 2 ovos;

– 250 ml de leite

– 125 gr de farinha de trigo

– 20 gr de manteiga derretida

– uma pitada de sal

Colocar primeiro a farinha e o sal em um recipiente e agregar os ovos. Agregar metade do leite e misturar bem. Quando a massa está sem bolinhas, agregar a outra metade do leite e a manteiga derretida. A massa já está pronta, bem fácil, né? Agora, com a ajuda de uma concha, é só ir cozinhando a massa em uma frigideira quente untada com manteiga.

Na foto, eu fiz um recheio de omelete com presunto e queijo. Utilizei mais ou menos dois ovos pra cada três panquecas. Para fazer o omelete, é só bater os ovos com um pouco de sal e pimenta e depois cozinhar na frigideira tampada a fogo baixo. Depois, cortei o omelete em 3 partes e coloquei junto com uma fatia de presunto e um pedaço de queijo em cima da panqueca e enrolei. Pra ficar mais gostoso ainda, dei uma tostadinha nas panquecas já enroladas na frigideira mesmo, pra derreter o queijo. Fica realmente delicioso e é bem simples de fazer.

Outro recheio pode ser carne moída, espinafre com molho branco, doce de leite, frango… dá pra fazer muitos recheios. O legal também é que dá pra fazer muitas panquecas e depois congelar em porções, sem rechear ou já recheada.

MOLHOS BÁSICOS

por Guilherme Martins

Hoje vou falar sobre dois tipos de molhos bem básicos, que servem para várias outras receitas também, são um salva-vidas na cozinha.

Molho Branco:

– 1 litro de leite

– 60g de manteiga

– 60g de farinha de trigo

– sal e pimenta

Esse molho é bem menos complicado do que parece. Primeiro, derreta a manteiga numa panelinha, não deixe o fogo muito forte pra não queimar. Na manteiga derretida, adicione a farinha e vá misturando por uns dois minutinhos, para dar uma tostadinha na farinha. Agora deixa de lado, esfriando essa preparação e, em outra panelinha, esquenta o leite até que comece a ferver e tira do fogo. Agora vai derramando o leite quente em cima da manteiga derretida com a farinha em fogo médio, sempre mexendo pra não formar bolinhas. Quando ferver, pode baixar o fogo e continuar cozinhando por uns 3 minutos, sem parar de mexer. Agora adiciona sal e pimenta a gosto e pronto, tá feito o molho branco. Ficou complicado de entender? Vou resumir: -derrete manteiga; -adiciona farinha; -adiciona leite quente; -vai mexendo até ferver; -baixa o fogo e segue mexendo por 3 minutos; -sal e pimenta.

Molho Bolonhesa:

Para esse molho, não vou especificar quantidades porque varia muito. Se for pra rechear panquecas ou lasanha, por exemplo, dá pra usar mais carne moída e pouco molho de tomate. Se for pra acompanhar um macarrão, dá pra fazer o molho com mais tomate.

Basicamente, esse molho consiste em fritar a carne moída com um pouco de azeite de oliva, com alho e cebola.  Depois de fritar a carne, adiciona molho de tomate, esse que se compra no supermercado mesmo. Como eu disse antes, a quantidade de mohlo de tomate vai variar dependendo onde esse molho vai. Dicas: fica muito gostoso fritar a parte de dentro de um salsichão, sem a pele, junto com a carne. Também fica gostoso fritar pedacinhos de bacon. Um toque de orégano na carne moída também dá um sabor especial.

É bem importante saber fazer esses dois molhos, tem várias outras receitas que quero ensinar aqui que levam algum deles. Outra coisa é a praticidade, dá pra fazer em grande quantidade e depois congelar em porções, daí quanto você chega em casa morrendo de fome, é só colocar água numa panela, cozinhar um macarrão e descongelar o potinho com molho que tem no freezer.

BOLO QUATRE QUARTS

por Guilherme Martins

 

Quero começar ensinando uma receita de bolo bem fécil e versátil, dá pra fazer de praticamente qualquer sabor. Então se prepara, coloca o avental e vem comigo!

Os ingredientes são bem fáceis de calcular, vão ser sempre quatro partes iguais de manteiga, ovos, açúcar e farinha. Nesse caso, vou fazer com 200g de cada ingrediente, que dá um bolo de tamanho razoável. Recomendo que utilizem aqueles copinhos medidores que sempre vem de brinde no supermercado.

  • 200g de manteiga
  • 200g de açúcar
  • 200g de farinha
  • 200g de ovos (mais ou menos 4 ovos)

Primeiro pega a manteiga e deixa ela fora da geladeira um tempinho pra dar uma amolecida, ou então coloca 10 segundos no microondas mesmo. Bata a manteiga e o açúcar com a batedeira até a manteiga ficar branquinha. Sem parar de bater, vai adicionando os ovos lentamente, um de cada vez. Depois que a manteiga e os ovos se misturaram, desliga a batedeira e vai adicionando a farinha e misturando até ficar uniforme. Por último, uma colherinha de sopa não muito cheia de fermento químico.

O legal dessa massa é que agora você pode adicionar qualquer sabor: suco de maracujá, suco de limão, café, chocolate derretido, gotas de chocolate, essência de baunilha… qualquer coisa mesmo! Só vale lembrar que, se for adicionar um ingrediente líquido, tem que equilibrar adicionando a mesma quantidade de farinha.

Por último, coloca numa forma untada com manteiga e leva ao forno por uns 20 minutos, com temperatura média (170 graus).

Super recomendo esse bolo para um chá da tarde, ou pra algum dia chuvoso! É super rápido de fazer e as possibilidades de sabores são infinitas. Também dá pra dividir a massa em duas partes e colocar dois sabores diferentes, e colocar um por cima do outro na forma pra fazer um bolo com dois sabores. Fiz um que era metade maracujá e metade chocolate, uma delícia! Tentem essa primeira receita e depois me digam como ficou!

TORMENTO CULINÁRIO

por Guilherme Martins

Cozinhar é basicamente como alquimia. Misturando ingredientes X e Y por certo tempo, a certa temperatura, você obtém o prato desejado. Seguir a receita, as medidas, passo-a-passo, sem tirar nem pôr. Dessa forma você consegue o prato perfeito, a carne macia, o molho bem temperado, a massa no ponto. Mas isso é só o básico. Para mim, cozinhar vai muito além disso.

Cozinhar também é arte, criatividade. Para um cozinheiro amador, antes de técnica, precisa ter paixão pelo que faz – e imaginação. A técnica, as receitas, ajudam muito a ter o prato finalizado, mas comida feita sem amor não tem o mesmo gosto – por mais brega que seja essa frase, é verdade.

Minha idéia para essa parte do blog é justamente estimular a criatividade, incentivar os leitores a experimentarem coisas novas, colocar a mão na massa sem medo de errar. Muitas receitas surgem a partir de um erro –  na culinária amadora, errar também é acertar. Outro dia, assistindo a um filme da Disney, aprendi uma lição importante: você não aprende com o sucesso, mas aprende muito com seus erros. (obrigado Disney)

Então agora vai meu conselho para quem acha que não sabe cozinhar, que não tem talento, que acha difícil até fritar um ovo: não tenha medo de errar, experimente, prove novos sabores. Substitua ingredientes, misture coisas diferentes. O pior que pode acontecer é acabar indo tudo pro lixo, mas da próxima vez você já saberá onde errou e vai aprender a não repetir esse erro. Na outra hipótese, você criou algo muito delicioso misturando salsichas e chuchu, e aí no outro dia quando estiver morrendo de fome, vai abrir a geladeira e ver um mundo de possibilidades.

Nos meus próximos posts, voce encontrará algumas receitas e dicas de coisas fáceis e gostosas. Daí fica sua decisão se vai seguir minha receita a risca ou usá-la como base para criar coisas diferentes (o que eu recomendo).