Arquivo da categoria: arte

POUPÉE BARBIE

por Maíra Thums

Em comemoração aos 50 anos da boneca Barbie (completou em 2009), o artista francês Jocelyn Grivaud recriou cenas famosas da arte com a imagem da boneca como protagonista. Desde esculturas, quadros, capas de discos entre outras manifestações artísticas modernas ou clássicas foram reproduzidas por ele.

O resultado completo pode ser conferido no site do projeto, onde cada cena recebe um link explicativo sobre sua história. A capa de disco do Bob Dylan, busto de Nefertiti , uma foto icônica de Guy Bordin, Avatar, Monalisa…

Anúncios

PAREDES EM PERSPECTIVA

Muito legal o trabalho do artista Terry Haggerty, um mestre da perspectiva. As paredes parecem ganhar vida, não?

via

TRIBUTO À FRANKENSTEIN

“Its Alive” é um projeto que comemora os 80 anos do Frankenstein, através de 80 bustos em tamanho real retratando o monstro mais querido do cinema em curiosas facetas.

Para a tarefa, 80 artistas foram convidados a criar sua própria versão do personagem, e o resultado final é pra lá de criativo.

As obras estão à venda no site oficial do projeto, e a renda é toda revertida ao St Jude Children’s Research Hospital.

 

CÍRCULO INCANSÁVEL

Outro dia a gente mostrou aqui no blog o pincel humano do artista Tony Orrico, que cria formas circulares com o próprio corpo. Agora, veja só o círculo do Eric Yeo.

Ele desenha uma linha circular sem parar, partindo do meio, e aos poucos o desenho vai tomando forma.

A Faber Castel, que não é boba nem nada, sacou a genialidade do rapaz e o chamou para estrelar um comercial de canetinhas.

ARTE À FLOR DA PELE

Usar o próprio corpo como “tela” para arte e expressão pessoal não é novidade nenhuma. Quem não tem – ou não conhece alguém que tenha – tatuagens?

Mas a artista Ariana Page Russell dá um passo além. Bem além! Ela cria desenhos e padronagens na própria pele através de arranhões!

Ela tem uma doença de pele chamada dermatografia, que resumidamente faz com que a pele fique super sensível a pequenos ferimentos. Mesmo os arranhões mais leves a deixam vermelha e com relevos.

O “efeito” dura aproximadamente 30 minutos antes de sumir, tempo que ela aproveita para registrar fotografias de suas “obras”.

Segundo Ariana, a reação é involuntária, então “funciona como a natureza incontrolável de um pincel ou outra ferramenta artística”.

Loucura, né? Mais fotos no site da artista.

 

ARTE PIXELADA NO METRÔ DA SUÉCIA

Lembra do metrô de Estocolmo, que mostramos há mais de um ano aqui no blog?

Pois é! Os suecos inovaram novamente. Agora é a arte pixelada (tendência?) que está embelezando as estações de trem por lá. Os desenhos 8-bit remetem à Mario Bros, Pac-Man e Space Invaders.

Divertido, né? Os azulejos coloridos se espalham por todas as estações, e devem deixar a hora do rush bem menos penosa. Quer dizer, se é que existe hora do rush na Suécia, né?

GRANDES CIENTISTAS EM VERSÃO PSICODÉLICA

Com o objetivo de re-popularizar grandes cientistas e pensadores da nossa história, o ilustrador Simon Brent criou uma série de retratos chamada “Science Vs Delirium”.

E põe delirium nisso! A estética das obras é super vibrante, com aquelas cores psicodélicas que marcaram os anos 60. Darwin, Galileu, Newton e Freud são alguns dos nomes que ganharam esta inspiradora homenagem.