BANDA DE CAVALOS

por Eduardo Biz

Hoje decidi escrever este post que venho adiando há meses: sobre o Band Of Horses. Por que escolhi o dia de hoje para cumprir esta pendência? Eu explico, meu caro leitor: hoje, ao chegar em casa, fui testar o computador que chegou do conserto, e constatei que havia perdido, além de todos os softwares que estavam instalados nele, as quase 20.000 músicas que havia no HD.

Eu sei, 20 mil músicas é muita coisa, e foi precisamente o medo de lidar com essa quantidade de gigabytes que sempre me impediu de gravar um backup.

Ou seja, além de ter trocado meu computador cheio de tesouros que guardo desde 1998 – aproximadamente quando parei de comprar CDs em doses cavalares como costumava fazer – por um com a mesma carcaça e zero de conteúdo, ainda sou obrigado e admirar esse fundo de tela com aquele campo verde horroroso do Windows.

Mas a perda não foi total. Restaram algumas musiquinhas aqui e ali, sobreviventes de um maremoto eletrônico. Entre elas, lá estava o álbum do Band Of Horses, “Infinite Arms”. Mas antes de falar sobre o quão esplêndido ele é, preciso fazer uma breve introdução sobre minha relação com a música e o AMOR. Ok, vamos tentar:

Como já foi possível detectar em posts prévios , sou fã de Belle & Sebastian. Posso dizer que, entre tantas bandas que eu GOSTO, Belle & Sebastian é uma que eu AMO. Amo tanto a ponto de sempre ter achado que não seria possível existir outra banda que me fizesse sentir o mesmo grau de identificação. Muitas já chegaram perto, bem próximo mesmo… afinal, no meio de 20 mil canções, você pode imaginar que havia muita coisa bacana. Mas minha relação com a música é parecida com minha relação com as amizades: tenho muitas, mas AMO poucas.

E é por isso que eu queria tanto vir aqui falar sobre o Band Of Horses, ganhadores de um ingresso VIP para entrar no círculo dourado das bandas que AMO, um seletíssimo grupo cujos membros podem ser contados com os dedos de uma única mão.

Gosto das letras, gosto da voz, gosto dos arranjos, gosto de como fico feliz quando o iPod me presenteia no shuffle com qualquer música deles. Sim, qualquer música, pois todas são ótimas, e acho que para que uma banda seja AMADA, sua obra precisa exalar excelência integralmente.

Se você gostou da música ali de cima, ouça também NW Apt., Laredo e Older. Todas elas são do álbum “Infinite Arms”, o mais recente. O disco anterior, “Cease To Begin”, também é genial. Se eu fosse você, baixava já! 🙂

Anúncios

7 Respostas para “BANDA DE CAVALOS

  1. Nossa, que post bonito! :ó)
    Nunca ouvi a banda, tô ouvindo e tô adorando! Vou muito baixar.
    =)

    :*

  2. Adorei tudo ! Alias, adoro ler o que tu escreve !

    … Fiquei pensando… sera que neste grupo tao exclusivo de amizades AMADAS…se … assim … por acaso … eu estaria incluida …

    Quanta pretençao !!!!

  3. band of horses é AMOR mesmo

  4. que post verdadeiramente excelente!

  5. “Infinite Arms” é um dos discos do ano pra mim. Também amo Band of Horses e estou doente pra vê-los ao vivo.

  6. Pingback: FEELING SINISTER, ALWAYS | ALGUNS TORMENTOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s