LIÇÕES DA TIA MADONNA

por Samanta Alcardo

A imprensa mundial tem enaltecido Lady Gaga e a comparado a Madonna. A revista Bizz a chamou de “diva do século 21”; ela saiu na capa da Q com a frase “Move over, Madonna… Lady Gaga has risen!” Isso só pra citar exemplos mais recentes.

Sou fã da Madonna e gosto da Gaga. Fiquei pensando em tudo que aprendi com a tia Madonna. Será que a Gaga pode/poderá ter esse mesmo papel na vida de um adolescente hoje? Não sei, difícil supor, já que estar na puberdade hoje é bem diferente de passar por isso no fim dos anos 80, começo de 90 (minha época). Espero que sim; que os jovens de hoje (oi velhice!) possam ter um ícone que faça por eles pelo menos metade do que Madonna fez por mim.

O mais bacana é que Madonna sempre surpreende. Pense só, ela poderia ser uma estrela pop apagada e aposentada hoje em dia. Ela já tem filhos, é milionária, casou várias vezes, experimentou tudo que queria (e mais um pouco). Podia só fazer aparições em eventos de caridade, fazer as visitas que faz à Africa, ser vista na primeira fila de shows badalados ou simplesmente se resignar à idade e diminuir o ritmo. Podia estar hoje como o Michael Jackson antes de morrer, a Cindy Lauper, o Elton John, a Cher e tantos outros artistas que já causaram muito décadas atrás e hoje apenas continuam existindo.

Mas não. Ela continua lá, sendo Madonna. Continua se jogando em festas, saindo em turnês longas e inacreditáveis, pulando corda, dançando pacas, causando. A mulher dirige filme e documentário, adota criança, lança disco novo (e bom!), namora um modelo muito mais novo (e chamado Jesus Luz) e É ISSO AÍ. Madonna me fascina por isso, pela não obviedade. E pela força, acima de tudo. Quando olhei nos olhos dela, da área VIP do Maracanã debaixo de chuva, foi isso que vi: FORÇA. E força com feminilidade, ousadia e carisma, meu bem.

E só pra reforçar isso, dá uma olhada na capa (alternativa) da novíssima edição da revista Interview, em que o cineasta Gus Van Sant entrevista a tia:

Daí você vê algumas das fotos e alô? Voltamos aos anos 80? Alguma coisa mudou? Danada.

I’ve learned my lesson well. E o mais legal é que tem as cartilhas pra eu poder sempre reforçar os conceitos. A de hoje foi The Immaculate Collection.

Lady Gaga, boa sorte!

Anúncios

5 Respostas para “LIÇÕES DA TIA MADONNA

  1. oh, my god. comecei meu dia ótimamente bem com esse post! e de fato, pros jovens de hoje (oi velhice!), a Gaga pode ter o mesmo papel que a Madonna teve (quer dizer, ainda tem né?), nesse sentido de heroína de uma geração e tals. só que, pra mim, a Gaga é uma artista com um belo time de gente criativa por trás. a Madonna simplesmente TEM a criatividade e a atitude, ainda que tenha desacelerado nos últimos tempos por causa da própria idade e por querer curtir mais a família. particularmente, ela dirigir filmes e se empenhar em fazer algo por países pobres é algo que considero igualmente rebelde e inovador, como sempre foram os passos na carreira dela, simplesmente porque o mundo não espera isso dela. até satirizam, né? mas ela se importa? NO! e continua lá, no topo. e essa Interview está INCRÍVEL. quero já! como diria Fernanda Young, olho torto pra quem não gosta de Madonna!

  2. Kamila Garcia

    Madonna é tudo! Madonna é terapia, é amor, é odio, são todos os sentimentos que um ser humano possa expressar. Foi ela quem me ensinou quando criança (oi velhice 2!) a dizer “express yourself” e agora, mais madura, a acordar todos os dias e encarar a vida dizendo: “I can make it alone”! Então, podem odiar, dizer que está velha, passada… pra mim não importa! “Gagas” vão e vem e podem até ficar, mas ícones são eternos. não existem outros “Beatles ou Elvis” e, desta mesma forma, não existirá nem outra nem próxima “Madonna”. Pronto, falei!

  3. mutio muito muito bom esse texto!!!!

  4. they try to imitate her, but thet cannot duplicate her!

  5. Acho que o mais importante de tudo é: ser fã da Gaga hj é moda, ser fã da Madonna na década de 80 era rebeldia.

    Não acho difícil uma artista vender tanto ou mais que a Madonna hj em dia, mas causar mais impacto na cultura e na sociedade que ela, to pagando pra ver.

    PS: não vou dar oi pra velhice pq somos velhos conhecidos =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s