CINEMA É PARA VER FILME: UM CONCEITO COMPLICADO

Sala de cinema

Sala de cinema: templo sagrado para poucos

Acho que poucas coisas são tão legais quanto assistir a um filme no cinema. Mesmo com o crescimento e barateamento dos DVDs, a possibilidade de baixar filmes pela internet ou a ampla oferta de OBRAS em TV por assinatura. Tem gente que prefere ver filmes em casa, podendo fazer o que bem entender durante a exibição – inclusive dar a pausa para estourar mais algumas pipocas no microondas. Já eu acredito que a experiência de assistir a um filme no cinema é insubstituível. Pena que nem todos respeitam isso e muitos acabam comportando-se como se estivessem na sala de casa quando estão em sociedade. Uma das coisas que relacionei em meu perfil aqui no blog é a minha admiração por pessoas que sabem se comportar no cinema. E, acredite, está cada vez mais difícil encontrar esse tipo de gente por aí. Uma pena.

A coisa mais lamentável que as pessoas fazem nos cinemas é conversar. Gente, cinema é caro, não tem por que pagar pra falar; se for assim, fica fora, tomando um café, e fala o quanto quiser, sabe? Agora, tem gente que não conversa, mas narra e comenta os acontecimentos exibidos na tela. Outro dia fui a uma pré-estreia e dei o azar de sentar bem ao lado da tia de uma das atrizes do filme. Uma tia deslumbrada com a presença de atores por ali; ela queria fazer contatos, era dentista de pessoas como Malvino Salvador, e prestigiar a jovem sobrinha em sua estreia no cinema. Só que a tia não parava de falar um minuto, comentava cada cena, reagia e torcia a cada momento que sua sobrinha aparecia na tela. Um terror. A primeira coisa que comentei com meu amigo quando o filme acabou (por que sou do tipo que fala depois que o filme acaba, é tão difícil assim?) foi: “a tia estava fora de controle”.

Se tem gente que acha que cinema é pra conversar, grande parte das pessoas aproveita a escuridão da sala para namorar. Nada contra, acho até bonito o cinema proporcionar, mesmo que indiretamente, histórias de amor – geralmente, sou a favor delas -; o problema é quando o casal quer demonstrar amor para todo mundo que está ao redor. Se a sala é escura, eles fazem isso sonoramente. Não há coisa mais desprezível em casais do que aqueles que fazem barulhos de amor no cinema. Anote a dica para não fazer o mesmo. E tem também o grupo de jovens (às vezes, nem tanto) que vai ao bando para fazer algazarra. Não suporto. E parece que, em todos os filmes de terror que vejo no cinema, tem pelo menos nove turmas dessas. E o cara que vai ao cinema pra SE CURTIR (isso mesmo); aconteceu com uma amiga minha – oi, Alê! -, ela estava vendo ‘Por Água Abaixo’ (um desenho animado infantil, perceba) e o cara começou o trabalho ali, bem do lado dela. E olha que ela nem estava nos cinemas na região da rua Ipiranga (para quem não sabe, ponto tradicional de cinemas pornôs)!
 
Aliás, vale o consenso de que barulhos alheios em geral não pegam bem no cinema. Barulhos de amor, vozes e alimentos em geral. Uma vez, numa sessão de um filme da Naomi Kawase – aquela coisa bem bonita, contemplativa -, uma jovem sentou-se com seu namorado na minha frente. E ela trazia todo o combo de gente que deveria ser barrada na porta da sala: ela conversava, namorava – confesso que fiquei em choque quando, em dado momento, ela pediu uma massagem ao namorado – e, a cereja no bolo, começou a comer um biscoito, torrada ou qualquer coisa EXTREMAMENTE CROCANTE. A sala toda ouvia a mocinha mastigar. Não bastando, ela chegou depois de iniciada a sessão e saiu antes do filme acabar. Bem, talvez tenha sido bom ela sair antes: minha vontade era lhe falar poucas e boas quando as luzes acendessem. Mas eu sempre fico somente na vontade: nunca apontei dedo na cara de ninguém que me incomodou no cinema. Mais falta de coragem e timidez do que qualquer outra coisa. Porque tem gente que merece muito um dedo na cara.

Tem também aquele cara que não tem noção que existe uma pessoa sentada na cadeira da frente, basicamente. Claro, algumas salas são pequenas mesmo e pessoas com pernas mais compridas acabam batendo, eventualmente, na cadeira da frente. Mas tem os que simplesmente não estão nem aí com a convivência em sociedade e ficam chutando a cadeira da frente, incapazes de reconhecer os olhares de reprovação que vêm da frente. Claro, sempre temos a opção de mudar de lugar na sala, mas e quando ela não existe, como lidar? Já quase explodi de raiva com gente assim, pois acredito ser uma agressão a mim – não à poltrona – esses chutes. E ninguém tem paciência pra algum chutando suas costas por duas horas, tem?

Pode ser que eu seja rigorosa demais, mas é pedir muito que as pessoas se comportem no cinema? Afinal, é uma experiência coletiva: por duas horas, essas dezenas – às vezes centenas – de pessoas estão ali, vivendo o mesmo tipo de experiência, mas tem gente que simplesmente não respeita não somente o ato de estar na sala de exibição, mas a própria obra que está sendo exibida.

Anúncios

2 Respostas para “CINEMA É PARA VER FILME: UM CONCEITO COMPLICADO

  1. Nossa, eu MEGA concordo com vc! Eu lembro quando fui ver “Johnny & June”, a sala nem tava muito cheia, mas o senhor que estava na minha frente ficava batendo o pé no ritmo das músicas que tocavam! E não só isso, ele fazia muito barulho quando comia pipoca! Nem se fosse Doritos faria tanto barulho, rs! Enfim, gente que não se comporta no cinema me irrita também. Como Ellen Degeneres diria: “the world is overpopulated with the wrong kind of people”.

  2. Sensacional, amiga. Concordo mesmo q ver filme em casa não tem nem parte da magia do cinema. E na sessão de O Segredo dos seus Olhos tinha um casal que ficava comentando as cenas tb! Tipo a moça falava “ai será que ele vai encontrar o cara?” e o marido “NÃO SEI”, e vários comentários assim. Eu xinguei! haha
    E eu sou do tipo que acha que “sons do amor” são péssimos em qualquer momento no qual vc esteja em ambiente coletivo. hahaha
    :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s