SAUDADES DO CINE TRASH

por Angélica Bito

Revi em DVD um dos filmes que curtia quando era jovem. Tinha uns 14 anos quando começou a passar Cine Trash na Band. Era uma sessão da tarde do mau: só passavam filmes de terror. E todos os dias eu chegava da escola, almoçava e assistia a um filme de terror apresentado pelo Zé do Caixão, famoso personagem personificado pelo ator e cineasta José Mojica Marins. Nem sabia quem era Mojica, nem tinha visto seus filmes – não tinha internet naquela época pra eu pesquisar essas coisas, veja bem -, mas adorava o programa. Realmente sinto falta de um segmento na TV que dê mais atenção ao gênero, que parece cada vez mais subestimado. E não culpo ninguém por isso, mas que tal dar uma olhada nos clássicos para percebermos como é possível fazer um BOM filme de terror?

Foi com o Cine Trash que comecei a ter contato com mais filmes de terror do que aqueles que a gente ouve falar na escola – tipo os da série Sexta-Feira 13, A Hora do Pesadelo e, meu favorito na época, Cemitério Maldito. Enfim, naquela época descobri os filmes de terror dos anos 70. O filme que revi, no caso, é Balada Para Satã (1971), o que me inspirou a escrever aqui uma lista de sete filmes de terror bacanas feitos entre os anos 60 e 70. Somente esta lista é prova de que terror não é um gênero menor do cinema. E foi grande formador da minha cultura cinematográfica, por isso tenho tanto carinho pelo gênero.

Gosto particularmente dos filmes do gênero (meu favorito, perceba) produzidos entre os anos 60 e 70 pela direção. Isso mesmo. Todo o clima de terror é obtido por meio de direção, montagem, uso da direção de arte e trilha sonora. Isso é cinema, primordialmente. Não que eu rejeite filmes de terror baseados em efeitos especiais e maquiagem – adoro filmes de zumbis, por exemplo -, mas admiro os elementos cinematográficos trabalhados nos terrores dessa época. Tenho a impressão que toda a estética dessa época, como cenários, direção de arte, figurino e maquiagem, fazem com que o clima de suspense seja melhor trabalhado. Os temas geralmente giram em torno de ocultismo, satanismo e outros assuntos mais interessantes do que assassinos mascarados – embora eu ainda me divirta em filmes com assassinos mascarados. Aliás, estes filmes me dão tanto medo que, na hora de procurar as fotos para ilustrar este texto, fiquei com medo. Especialmente com as imagens de O Exorcista.

Vamos lá (não necessariamente em ordem de preferência):

1. O Iluminado (1980)

O Iluminado

'Redrum'

Quebrando as regras do post logo no primeiro filme. Embora tenha sido lançado no primeiro ano da década seguinte, o terror de Stanley Kubrick entra aqui não somente por ser uma brilhante e completamente pessoal adaptação do igualmente assustador livro de Stephen King, mas por manter essas questões estéticas setentistas que citei no início do texto. Uma das mais marcantes atuações de Jack Nicholson só sublinha a genialidade desta obra de Kubrick.

2. O Bebê de Rosemary (1968)

O Bebê de Rosemary

'He chose you, honey! From all the women in the world to be the mother of his only living son!'

Dirigido por Roman Polanski no prédio onde John Lennon foi assassinado alguns anos depois, o longa conta a história de uma mulher (Mia Farrow) cujo marido (vivido por John Cassavetes, incrível cineasta) começa a se envolver com os vizinhos satanistas. Grávida, investiga essa sua suspeita. O tema do satanismo é fio condutor desta trama assustadora, conduzida de forma perfeita por Mia Farrow; até hoje, sempre que a vejo em um novo filme, sinto carinho por ela ter protagonizado este que é não somente um dos meus filmes de terror favoritos, mas em todos os gêneros.

3. Carrie, a Estranha (1976)

Carrie, a Estranha

'You're a woman now'

Nos anos 70, cineastas geniais dirigiam filmes de terror. Brian De Palma foi o responsável pela direção deste verdadeiro clássico do gênero. Não bastando o período da escola ser assustador o suficiente se você é uma moça estranha como Carrie (Sissy Spacek), ainda tem o fato dela ter poderes de telecinese e, pior, uma mãe religiosa e louca. O filme é cheio de cenas marcantes, como o traveling da abertura, dentro do vestiário das garotas, e o final, capaz de fazer o espectador dar saltos da poltrona. O filme começa com a menarca da protagonista e sempre toca na questão dela estar virando uma mulher; aqui, virar uma mulher é assustador ao extremo.

4. A Noite dos Mortos-Vivos (1968)

'Miolos!'

Os zumbis de Romero não foram os primeiros do cinema, mas este filme com certeza redefiniu o conceito da palavra. A trama não é das mais complicadas: mulher e irmão vão visitar o túmulo do pai num cemitério que vem a abrigar um surto de mortos-vivos. Ela se esconde numa casa ao lado de outros sobreviventes. A estrutura definiu os próximos filmes do gênero, bem como as criaturas. Ponto para George A. Romero, que virou o mestre dos filmes de zumbis e segue produzindo… Filmes de zumbis, claro.

5. O Exorcista (1973)

O Exorcista

Esta foi a imagem menos assustadora que encontrei.

Este filme foi um verdadeiro fenômeno. Misturando uma criança possuída pelo demônio e a própria luta de um velho padre e o próprio demo, O Exorcista é um grande clássico do cinema de horror, trazendo uma memorável atuação de Ellen Bustyn como a mãe da menina possuída e um primoroso trabalho de direção de William Friedkin. Confesso que este longa tirou algumas noites de sono com medo e experimentar uma situação como a da pequena Regan.

6. A Profecia (1976)

A Profecia

'Look at me, Damien! It's all for you'

Um moleque que pode ser o verdadeiro capeta em forma de guri. É este o mote deste terror, que tirou o sono de muita gente por aí. O longa foi dirigido por Richard Donner – que, veja você, mais tarde dirigiu Superman (1978), Os Goonies (1985), Máquina Mortífera (1987) e Os Fantasmas Se Divertem (1988), outros clássicos modernos do cinema norte-americano. A Profecia é não somente assustador, mas particularmente bem dirigido, com sequências memoráveis graças também à montagem – como quando o fotógrafo é empalado em frente à igreja: me arrepiou; ou quando os animais do zoológico surtam com a presença do pequeno Damien ou a babá subindo no telhado (literalmente).

7. O Massacre da Serra Elétrica (1974)

O Massacre da Serra Elétrica

'If I have any more fun today I don't think I can take it!'

Diferentemente dos filmes citados anteriormente, este não envolve ocultismo, misticismo ou meninas endemoniadas, mas sim uma família de assassinos malucos. Precursor dos slasher movies – nos quais, basicamente, assassinos perseguem grupos de jovens -, foi dirigido com baixo orçamento por Tobe Hooper e tornou-se um clássico por influenciar todo um subgênero do terror. Uma curiosidade: o título deste filme foi traduzido errado. Na verdade, o que Leatherface usa é uma motosserra, que funciona com motor; se fosse uma serra elétrica, ela teria de ficar na tomada e o vilão não poderia perseguir ninguém.

Look at me, Damien! It’s all for you.
Anúncios

21 Respostas para “SAUDADES DO CINE TRASH

  1. tenho 3 comentários a fazer:

    – post genial!

    – achei cabalístico da sua parte escolher o número SETE para cria essa lista.

    – Leatherface antecipou a tecnologia wireless com sua serra elétrica sem fio.

  2. ótemo poste! eu vi carrie, a estranha e o bebê de rosemary inteiros.. e da profecia e do exorcista, só vi alguns pedaços, hahaha. #medinho

  3. tiagofioravante

    super que eu não perdia o ‘cine trash’. lembro que logo depois rolavam as séries policiais japonesas e cavaleiros do zodíaco kkk!

  4. Post sensacional…dica preciosas de cinema pra quem não assistiu esses clássicos!

  5. cara: babá subindo no telhado! \o/

  6. AMEI o “guri em forma de capeta”! e confesso que até hoje tenho medo e evito até pensar no Exorcista. MUITO medo! ahazô no post, Gé!

  7. Pra variar, incrível texto amiga! 😀 Vi todos, menos A Noite dos Mortos-Vivos, já tá na lista agora. Acho que meus preferidos são Carrie e O Exorcista. A Profecia eu li o livro e praticamente mijava nas calças SEMPRE, o filme é foda tb.
    Arrasou lml

  8. eba! que bom q vcs curtiram, amigos! \o/

  9. eu queria ter uma cópia de O ILUMINADO pra colocar no congelador hahaha #joey

  10. eu colocaria It nessa lista. ;D

    • ei! esse é outro que amava mto na infância, MÃS a lista, a rigor (excessão pra O ILUMINADO), de filmes produzidos nos anos 60 e 70. quando eu fizer uma dos anos 80 colocarei, com certeza! é por causa deste filme – e de uma cena bem específica de POLTERGEIST – que tenho PAVOR de palhaços!

  11. pq eu não tenho fotinho? =\

  12. Até hoje não consegui assistir O Exorcista, sabia? E pra mim Carrie ganha de qualquer um. Fico arrepiado só de lembrar algumas cenas, rs. Legal vc falar de como o terror nos filmes dessas décadas de 60 e 70 era feito. Eu e uma amiga estávamos comentando uma vez que filmes antigos de terror são mais assustadores pois trabalhavam mais com o psicológico e não contavam tanto com os efeitos (já que nem tinha muito recurso naquela época, né?) como hoje em dia. Ótimo post, Gé. 🙂

    • obrigada, lucas! super concordo com isso da ausência de recursos levar a mais criatividade na criação de clima num filme de terror; parece q, com a telcnologia, não se dá mais tanta atenção a isso!

  13. só cláássicos! meus preferidos são o ilumiado e bebê de rosemary. o primeiro porque é lindo, e o segundo porque tem o que um bom filme de terror tem que ter: prá além dos sustos, de imagens assustadoras, o terror é psicológico.adoro!!

  14. Antigamente horror e terror era praticamente a mesma coisa em se lidando com os filmes. Só que depois surgiram os terrorristas (humanos provocando coisas terríveis a outro seres humanos) e aí veio a separação entre terror e horror. O horror é ligado as coisas sobrenaturais enquanto o terror é provocado por seres humanos.

  15. Nao estou querendo menosprezar o O exorcista,mas sinceramente,nao tenho meedo desse filme,acho que o fato de ter assistido varias vezes,me fez ficar tao familiarizada com o filme que hoje me divirto muito com o modo ironico do demonio pazzuzu,ele é uma gracinha.

  16. Bom, quem fica empalado na frente da igreja em A PROFECIA é um padre e não o fotógrafo, e é curioso que na lista não tenha sequer um filme que tenha passado no cine trash 😦 dessa lista eu AMO a profecia, os outros, já vi todos, mas não sou fã não rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s