DOWN WITH CLARK… UP WITH PATTY!

por Lucas Santos

A série Smallville (Warner Channel) não será mais exibida as terças-feiras, às 21h, a partir deste mês. O novo horário é as quartas, às 22h. Acho estranho quando essas mudanças de programação ocorrem, ainda mais quando se trata de seriados que estão no ar há tantos anos como Smallville (atualmente em sua décima temporada). Nunca fui fã incondicional do Superman, mas sempre gostei. Assisti ao primeiro e ao último filme, curtia a série Lois & Clark e acho que durante a minha infância ele era o super-herói que eu mais gostava. Assisti Smallville por cinco anos, porém, gostei apenas até a quarta temporada. Juro que tentei curtir a quinta, mas foi muita enrolação, muita viagem e atuações cada vez piores. Assisti a alguns episódios do sexto ano, mas foram poucos. Desde então, nunca mais assisti à série. Entretanto, uma coisa que sempre foi boa em Smallville foi a trilha sonora. Já ouvi muitas músicas que gosto em vários episódios e também cheguei a descobrir músicas e artistas novos que tocaram na série. Em um dos últimos episódios que assisti, uma bela canção tocou ao fundo na cena do casamento de Lana e Lex. Quando pesquisei para saber que música era aquela, descobri que se chamava “Heavenly Day” e a intérprete era Patty Griffin.

Children Running Through

Esqueçam tudo que eu falei de Smallville e Superman até agora. Tudo isso foi um pretexto para que eu pudesse apresentar essa brilhante cantora e compositora a vocês. Children Running Through é o nome do sexto CD (quinto em estúdio) de Patty Griffin e o mais bem recebido pelo público e pela crítica. Lançado em 2007, o álbum apresenta um folk com um leve toque de rock em algumas músicas, uma pitada de country em outras, um pouquinho de soul e também faixas muito bem orquestradas. “You’ll Remember” abre o disco com uma batidinha de jazz de uma forma bem suave. A influência do blues aparece em “Stay On This Ride”. “No Bad News” parece uma mistura de Jewel e Dixie Chicks. “Up To The Mountain” foi inspirada em um discurso de Martin Luther King. E em “Trapeze” Patty faz um dueto com a cantora folk-country Emmylou Harris. Na nostálgica “Burgundy Shoes”, Griffin se recorda de quando era criança e tomava ônibus com sua mãe e descreve a transformação do fim do inverno e início da primavera trazendo um tom puro e certa inocência à faixa que é um dos grandes destaques do álbum. Mas minha preferida é mesmo “Heavenly Day”, que Griffin escreveu para sua cachorra Bean, que ela considera ser sua alma-gêmea. A música transmite uma sensação pacífica, uma leveza, quase como um devaneio. Passa uma vontade de estar sentado num campo bem verde, admirando o horizonte, num dia lindo de céu azul e sem nenhuma nuvem. Esse é definitivamente um dos meus CDs favoritos descobertos nos últimos anos. 100% recomendado! 🙂

Fica aqui um vídeo de uma belíssima performance de “Heavenly Day”! Enjoy!

Anúncios

2 Respostas para “DOWN WITH CLARK… UP WITH PATTY!

  1. já gostei dela só pelo fato de considerar a cadela sua alma gêmea.

  2. Nunca gostei de Smallville, sempre achei chato. E o disco dela é bacana, ouvi uma vez. Lembro que Heavenly Day é bem fofa. ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s