CLUBINHO

por Renata Consegliere

 
(Sempre que leio “Gilmour”, eu enxergo “Gilmore girls”)

 

Eu estava andando pelo terminal rodoviário Tietê, num sábado desses. Pensando em quem diabos inventou o Chatroulette, tecendo considerações a respeito do meu coração de pedra e imaginando se algum dia eu conseguirei cortar meu próprio cabelo sozinha. Acabei entrando numa daquelas livrarias. Que vendem quilos de livros pelos olhos da cara. Comprei três, assim, de prima. Um deles era aquele lá, chamado O clube do filme (de David Gilmour). E esse livro eu meio que amei.

A proposta é algo e etc. O pai deixa seu filho de quinze anos sair da escola. Com a condição de assistirem, juntos, a um montão de filmes selecionados pelo pai (na base de três filmes por semana, acho). Na verdade, O clube do filme entrou na minha categoria intitulada “coisas do Canadá que eu admiro bastante”, bem ao lado de Arcade fire e de Kids in the hall.

Além da loucura envolvendo a interrupção do ensino formal e as consequências disso pro próprio adolescente (algo que só poderia acontecer num país como o Canadá, convenhamos), o livro tem essa coisa da “lista”. Todos os filmes assistidos pelo pai e pelo filho estão listadinhos no final, em ordem alfabética, e é uma delícia porque você pode pegar aquilo e fazer um planejamento só seu. Eu fiquei morrendo de vontade de ver alguns, tipo Bonequinha de luxo e Noivo neurótico, noiva nervosa. Outros que aparecem na lista eu já vi acho que um milhão de vezes, como Veludo azul (\o/), Apocalypse now e O poderoso chefão I. Mas assistiria a todos de novo, só por causa do livro.

Enfim, muito recomendo. E outra: a historinha em volta do cotidiano do filho é bacana. O moleque fica lá, meio perdidão, pirandinho nos filmes, sofrendo com as suas paquerinhas naquele clima de “quem eu quero não me quer” (oi!) e isso traz vitalidade pro enredo todo.

Hoje é sexta-feira santa e muito provavelmente ficarei zanzando pelo terminal Tietê, de novo. Esperando pelo horário do meu ônibus, matando tempo  e pensando em coisas importantes, tipo na configuração espacial da casa do BBB e no Mudhoney que vem aí pra virada cultural. Espero encontrar um livrinho bacana mais uma vez.

Anúncios

6 Respostas para “CLUBINHO

  1. Acabei de encomendar no Submarino! =D
    impulso feelings
    Quem conhece a Rena pode visualisá-la falando enquanto se lê seus posts. E quem não conhece, deve ficar morrendo de vontade de conhecer…

  2. ps: posso te emprestar ‘bonequinha de luxo’ e ‘noiva nervosa, noivo neurótico’ (nunca sei a configuração deste título, pode ser que escrevi errado, mas tenho preguiça de procurar pra escrever certo – sei q vc me entende).

  3. UM BEIJO NO CORAÇÃO DE VCS!

  4. Nossa Rena, possodizer que te amo MUITO MAIS a cada post seu que eu leio?
    Sua escrita é muito mágica, é incrível.
    E vou muito encomendar esse livro tb, anotei no meu caderninho.
    E vc vai amar noivo neurótico, noiva nervosa, certeza. 😀

  5. eu tb amo seus textos, sá! e eu estava na livraria do tietê na sexta-feira e encontrei um amigo meu lá, acredita? 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s