#davidsedaris E MINHA MÃE

por Renata Consegliere

Então eu estava lá. Na casa da minha mãe. Ocupadíssima. Com meu sobrinho #2. Tentando escolher entre a tatuagem de FLAMES ou a TRIBAL pra colocar no braço do homenzinho do The Sims. Foi quando minha mãe veio chegando, meio animada, elogiando um livro do Fernando Sabino que eu havia dado a ela, de presente, na semana anterior. Fofa.

Minha mãe realmente adora ler. Faz tempo que eu tenho cultivado o hábito de comprar ou emprestar livros pra ela. Uns cinco anos, mais ou menos. Ela já se apaixonou por Paul Auster, já riu deveras com David Sedaris, já ficou horrorizada com Moacyr Scliar e já pirou um tanto com “os melhores contos latino-americanos do século XX”. O engraçado é que, para além do prazer da leitura, o consumo desenfreado de livros pela minha mãe sempre vem acompanhado por uma preocupação com a saúde mental. “Veja bem, minha filha: eu preciso ler para EXERCITAR meu cérebro, para estimular a mente”. Essa é a minha mãe. Uma grande fazedora de palavras cruzadas, também, vale dizer.

Mas o que eu queria elogiar, mesmo, é esse moço. David Sedaris. Além de escritor competente, ele é meio que humorista. E tem um programa de rádio. Ao que parece, fazia stand up lá pelos Estados Unidos. Seus livros são sempre organizados em pequenos contos. Todos, sempre, autobiográficos. E com muito, muito humor. Existe todo um contexto familiar nos relatos dele, toda uma coisa “eu era loser no colégio” e um lance “eu nem tenho profissão definida, mas trabalhei durante muitos anos como limpador de carpetes”.

Esse livro dele, Eu falar bonito um dia, é uma joia. Me agrada muito quando o autor descreve situações bizarras e sentimentos nos mínimos, mínimos detalhes, e Sedaris faz isso. A coisa fica boa a cada página, e melhora quando ele começa a viajar com frequência para Paris, com o namorado. A cena em que ele anda pelas ruas parisienses ouvindo uma fita cassete didática sobre o tema francês médico de bolso é algo genial.

Ah, e lembrando. Quem me presenteou com o exemplar de Eu falar bonito um dia foram os miguxões Angélica (colaboradora deste amazing blog) e Jaime (um “sem blog”, eu diria). Pra você ver. Presentinhos assim melhoram muito a vida de uma pessoa. Pollyanna feelings. Sinceros.

Anúncios

5 Respostas para “#davidsedaris E MINHA MÃE

  1. pôxa amiga, queria mto poder ler mais o que você escreve. é tudo tão gostoso, flui bem, parece que é você falando, sabe? gosto muito. =]

  2. eu leria muito o seu blog se ele ainda existisse, reantant! o/

  3. quero ler muitão! arrazô, Rena!

  4. ERA UM BOM BLOG, JOIME! :p

  5. Conheci a Rena nos tempos em que ela ainda tinha blog e a leitura dos textos dela era sempre um prazer.
    Bom poder te ler agora por aqui, Rena!
    E preciso ler também esse “Eu Falar Bonito Um Dia”. Tô cada vaz mais curiosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s